Gerenciando seu tempo




Um dos maiores desafios que encontro em minha gestão pessoal é encontrar o tempo certo e o tempo para dar tempo ao tempo...Confuso não?
Mas vamos tentar explicar parte por parte...

Muito se fala em gerenciamento do tempo e como a velocidade com que os fatos acontecem no mundo moderno parece ter crescido a níveis quase exponenciais, e sentimos como se as 24 horas do dia escoassem em uma ampulheta viciada, ou seja, parece que o dia acaba sem que tenhamos tido tempo para fazer tudo aquilo que queríamos ou pretendíamos...

E aí eu pergunto....

Será que todas essas ações pretendidas eram mesmo necessárias ?
Será que elas precisavam cumprir aquela tabela pré-determinada em nossas agendas mentais e mesmo emocionais? ( Já ouviram falar de urgência emocional?!)
Será que elas estavam no lugar certo e na hora certa par serem realizadas ou mesmo planejadas?

Somoso cobrados o tempo todo em vários aspectos que podem nos condenar ao limbo das relações profissionais , e a pontualidade e compromisso com prazos e datas é algo que é levado em consideração por quem nos avalia de forma quase ditadorial...

Não faço aqui um libelo ao atraso e à procrastinação, mas falo do uso racional do tempo que muitas vezes é usado como moeda de barganha para a avaliação positiva ou negativa de um profissional...

Quantas vezes os prazos nos obrigam a assumir mais tarefas do que estamos naturalmente capacitados para tal? E alguém sairá perdendo..quando não saem mais de uma pessoa ou personagem envolvido no processo...

Por exemplo, você precisa entregar um relatório e te cobram prazo, mas ao mesmo tempo estipulam esse prazo sem perceber que para uma coleta de dados eficiente e fora da rotina previamente estabelecida, alguma parte do processo será prejudicada...qual o cenário que se desenha? Um relatório feito às pressas e sem qualidade, com uma possibilidade de erros contidos em seu conteúdo que podem prejudicar o processo como um todo...

E se você é daqueles profissionais que acham que cumprir prazos antecipadamente até pode ser considerado um índice de produtividade confiável, cuidado, muita gente pode é se incomodar com sua rapidez e prestatividade e começar a buscar meios de prejudicar o seu trabalho...infelizmente é um vício humano-corporativo muito condenável porém muito comum nas organizações...

O que fazer então? Esquecer o tempo?
Ser relapso com prazos?

Claro que não!

Mas aprenda que a qualidade de seu trabalho está diretamente ligada ao quantum de tempo somado à maneira que você usa esse tempo em sua vida, ou seja, será que cumprindo prazos você não está relegando à segundo plano algumas tarefas importantes no campo pessoal e profissional?

Será que a urgência não o está afastando de um perfil mais detalhado e profissional em seu trabalho?

Será que o tempo faz com que você esqueça de ater-se a detalhes importantes?

Será que assumir tantas atividades em um mesmo período de tempo não é uma prova de que falta um pouco de foco no uso de seu tempo e de seu próprio estilo de pensar e agir?

Afinal como diria o velho ditado...

" A pressa é inimiga da perfeição..."

Pense nisso...

Comentários

Postagens mais visitadas