Na Clínica Médica enquanto isso...

O espaço que a qualificação do segmento de Clínica Médica de Pequenos Animais está ocupando na mídia é muito importante para que os profissionais de Medicina Veterinária passem a ter uma maior visibilidade perante ao mercado consumidor de seus serviços e de seus etsabelecimentos, bem como de suas carreiras...

É importante que se comente um certo tipo de tendência, ou mesmo "movimento" que percebo em conversas, sejam elas reais ou virtuais, com colegas de vários pontos do país sobre a separação definitiva entre setor veterinário e setor comercial.

Tal comportamento é baseado em muitos aspectos com o por exemplo o legal ( traduzido nas exigências de nossos órgãos fiscalizadores como o sistema de CRMV's que exige, entre outras coisas, a entrada independente), o funcional e o logístico, que se traduzem no uso racional do espaço disponível para poder ter este ou aquele tipo de serviço disponibilizado, e também por que não dizer, uma questão de foco profissional, ou seja, o conjunto de habilidades, propostas e ferramentas que o profissional encontra para o seu exercício profissional.
Por exemplo, alguns tendem a ter habilidades comerciais mais à flor da pele, outros precisam de treinamento..alguns sabem administrar como ninguém, outros tendem a precisar de um esforço extra no administrar de seus projetos, atividades e mesmo tempo disponível...

Tenho um posicionamento no qual procuro entender cada segmento como parte integrante de um sistema , de uma engrenagem chamada Mercado Pet onde as interfaces muitas vezes podem gerar atritos, quando deveriam gerar receita mútua para vários profissionais ao mesmo tempo...

Explicando para que possamos entender....

A conhecida e tão falada "rédea solta" que caracteriza o mercado pet nacional, aliada ao fato de não termos o hábito ( me incluo nesse problema claro!) de pensarmos de forma estratégica , nos impede de pensar por exemplo em possíveis parcerias entre os mais variados estabelecimentos pet... e isso muitas vezes acontece dentro de um único estabelecimento dividido em unidades funcionais ( como exemplo citamos petshops que tenham loja, banho e tosa e consultório)...

Essas unidades funcionais devem gerar receitas entre elas, indicando clientes que são percebidos como oportunidades para o negócio como umn todo.

Um cliente desse estabelecimento, que venha regularmente ao banho e tosa, pode e deve ser um cliente direcionado para o setor veterinário e para a loja , se os funcinários estiverem treinados e orientados, dentro de um protocolo de ação, a indicarem os animais que por ventura possam ter algum problema de pele, a buscar o serviço veterinário, e depois desse atendimento devem buscar a compra dos produtos prescritos pelo profissional da clínica médica que devem estar à venda na loja....

Perceberam como é o efeito cascata desse procedimento?

E ainda é importante ressaltar que nos estabelecimentos ditos " exclusivamente" clínicos , de atendimento hospitalar e médico veterinário, essa dinâmica também é muito importante e pode ser uma grande estratégia de conquista, manutenção e fidelização dos clientes... só que a única diferença é que ao invés de produtos , a moeda de troca aqui será um conjunto composto de informações, atendimento diferenciado pelo profissional da clínica médica, exames e procedimentos e o compartilhamento a responsabilidade pelo tratamento entre profissional e cliente.

Nesse sistema a venda de serviços ( o que vem ao encontro do cenário proposto no início do nosso texto) é a base da cascata de fidelização que , aqui não se percebe como uma venda de produto, mas como uma venda de informação acima de tudo...

Como profissional do segmento eu acredito sinceramente que todos os formatos veterinários têm seu espaço desde que por trás deles estejam profissionais comprometidos com a qualidade, com a técnica, como a perfeição, com a correção, com a aplicação dos conhecimentos técnicos de forma a obter o melhor do bem estar animal e da percepção de valor dos clientes que ao "perceberem" o que está sendo oferecido e a forma como esse valor está sendo apresentado pelo profissional Médico Veterinário.

Um bom atendimento, equipe uniformizada, instalações limpas, bem iluminadas, aparelhagem de suporte ao conhecimento veterinário disponibilizada aos clientes, documentos de apoio claros e bem explicativos, acompanhamento dos tratamentos, suporte ao cliente em tudo o que ele precisa para resolver o seu problema... um conjunto de ações direcionadas ao atendimento que muito contribuem para o sucesso da clínica médica de pequenos animais.

Parabéns aos profissionais da Clínica Médica de Pequenos Animais... o Mercado é de vocês!

Comentários

Postagens mais visitadas