Quando fazer um check-up na minha empresa?



Eu gostaria de começar essa nossa conversa tentando te fazer entender o que eu defino como "check-up"...

É o momento onde eu costumo dizer que analiso, penso, coloco todas as engrenagens do meu lado observador e pensante para funcionar com um objetivo claro em minha mente: Entender, clarear, visualizar um cenário onde uma situação esteja acontecendo e eu precise intervir de alguma forma , ou mesmo quando essa situação intervém à minha revelia, em minhas decisões e ações.

Fazer o check-up de uma empresa então, se pudermos extrapolar este conceito para o cenário maior que é a própria empresa, seria colocar todas as engrenagens da mesma para expor o status, a situação atual de cada departamento, de cada seção, de cada grupo de trabalho , de cada processo e de cada interface entre eles...é o ato de observar de forma atenta e detalhada como as ações estão sendo planejadas, discutidas, implementadas e avaliadas pela empresa.

Aceitar a importância desse processo para todas as empresas é o passo mais que natural por aquele empreendedor que deseje sair das fatídicas estatísticas que falam sobre morte empresarial antes dos 5 anos.

Pois é realizando o check-up torna-se viável a percepção de problemas que possam estar sendo construídos pouco a pouco e possam ser combatidos antes que os efeitos colaterais sejam de tal forma prejudiciais que possam inviabilizar a própria sobrevivência da empresa.

É estabelecendo o hábito e um calendário de check-ups periódicos de processos e ações que se pode esperar um controle maior , um olhar mais acentuado e crítico sobre a empresa, e ainda criando uma atmosfera de rotina em todos os departamentos da mesma, dando um aspecto vital ao ato do check-up fazendo com que todos se envolvam e entendam a importância do mesmo.

Cada empresa,seja ela um petshop, uma clínica veterinária, um hospital veterinário, uma grande agropecuária, um centro de estética ou mesmo um resort para cães e gatos. deverá entender que criar um calendário de check-ups periódicos se faz necessário e que ele deve seguir uma rotina própria de cada empresa, mas que me atrevo aqui a sugerir que estes processos sejam quase semanais em algumas ações como os procedimentos operacionais padrões e ainda mensais, bimestrais, trimestrais e anuais..dependendo do número de ações que serão avaliadas pelo processo.

O importante é realizar o check-up e não "deixar o barco correr solto.." pois os ajustes quando feitos na hora certa impedem cenários mais complicados que podem surgir quando não temos o controle de nossa empresa...

Pense nisso!

Comentários

Postagens mais visitadas