Eu vejo CORES em você...



Com a chegada da Primavera acabei me envolvendo nessa atmosfera de cores estava pensando sobre o que escrever aqui no nosso ponto de encontro...então essa semana uma querida colega Dra. Maricy postou um foto da clínica dela em sua página pessoal e eu acabei por elogiar a nova pintura da clínica, então uma colega pediu que eu falasse mais sobre cores para estabelecimentos veterinários...

Promessa é dívida não é mesmo?
Então, motivado pela minha promessa e pelo fato do meu Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Rio de Janeiro ter recentemente publicado no Diário Oficial uma nova resolução que versa sobre os estabelecimentos veterinários, resolvi então falar um pouco sobre o uso das cores em estabelecimentos veterinários ok?

Antes de mais nada quero deixar claro que não sou defensor de verdades absolutas em termos de lay-out e design, minhas opiniões aqui são fruto da observação, da pesquisa e da conversa com clientes de muitos estabelecimentos pets por todo o Brasil, com os quais tenho a chance de ter um contato mais próximo e assim sair perguntando e coletando informações que muitos deixam passar desapercebidas...e são de extrema importância como por exemplo..."Como você se sente aqui dentro da loja? " Como você se sente dentro da Veterinária?" " Você gosta da apresentação do seu petshop?" 

Se vocês soubessem o que escuto...dariam mais atenção à apresentação de seus estabelecimentos veterinários....ah se dariam!!!



Partindo do princípio que temos regras a serem seguidas em nossos estabelecimentos veterinários, vide as resoluções, portarias, leis e decretos de várias esferas fiscalizatórias é importante entender que não podemos sair escolhendo cores ao nosso bel prazer, quando na grande maioria dos roteiros de auto-inspeção ( NOTA: AINDA ME ASSUSTO COM O FATO DE MILHARES DE MUNICÍPIOS NÃO TEREM ROTEIRO DE AUTO INSPEÇÃO CERTIFICANDO A EXPRESSÃO : "ISSO É BRASIL!")
existe uma orientação clara de que pisos e paredes de estabelecimentos de saúde devem ser claros e de fácil higienização sendo resistentes ao uso de desinfetantes e ao tráfego intenso.

Ok..mas e os petshops multicoloridos?

Bem pessoal, vamos por partes...primeiro vamos entender que deve ser feita uma separação entre os estabelecimentos e seus diferentes formatos, e, que aqueles que são voltados ( ou pelo menos deveriam estar com esse foco-orientação) para serviços de saúde seguem uma formatação um pouco diferenciada de um petshop que possui uma liberdade maior para entrar no campo lúdico, no campo das cores mais fortes e das composições de materiais que jamais poderiam ser usados dentro de um centro cirúrgico por exemplo...

A legislação vigente pede que as cores claras sejam privilegiadas nas áreas críticas...
E o que vem a ser esse conceito de área crítica?
Vamos ser práticos? Objetivos?
Áreas onde existam procedimentos de saúde animal..como consultórios, centros cirúrgicos, salas de apoio, soroterapia, ambulatórios e afins...

Recomendo que usem e abusem dos tons claros tradicionais como o Branco, Bege ( que hoje virou Off White ou Nude...essas terminologias me matam..rs) . 
Mas em alguns locais tenho indicado o uso dos tons ditos " bêbês" , aqueles com uma boa dose de pigmentos mais claro, o branco por exemplo...e uma tendência que gosto muito é usar os conceitos da cromoterapia...e nesse mix , tenho usado com muito sucesso as nuances de verde bem claro, lilás e azul claro...

O lilás eu ainda uso com um "quê" de cura ...para quem acredita é um prazer trabalhar com esta cor...pense nisso!

As fabricantes de tintas tem nomes bem estranhos, mas procure sempre as laváveis ok?

Em salas de espera e áreas comuns é permitido um pouco de liberdade na escolha de cores como:





Mas perceberam que sempre em detalhes?
São apenas algumas dicas pessoal!! 

Pense em uma cartela de cores:



Veja a gama de cores..a variedade..mas lembre-se...

Por exemplo...vamos responder algumas perguntas antes de você escolher a cor de seu estabelecimento veterinário?

1 - Que imagem você quer passar?
2 - Qual sua personalidade?
3 - Qual a imagem que seus clientes esperam encontrar?
4 - Qual a personalidade de seus clientes?
5 - Qual o estilo de seus clientes? 
6- Qual a proposta de seu estabelecimento, ser de ambiência hospitalar ou market?

E uma dica também...pense na cor como uma mensagem...Por exemplo os estabelecimentos veterinários tem predominantemente a cor verde...mas será que existe apenas um matiz de verde? Uma tonalidade de verde?
E quais as cores que você pode combinar com o tom de verde escolhido?




As melhores combinações com o verde são sempre as cores claras como o branco que tornam qualquer ambiente em uma escolha acertada...mas por que não ousar? Sim a ousadia é bem vinda, desde que com um conceito e com um lastro baseado nas respostas que você teve quando fez as perguntas acima não é mesmo?

Veja um exemplo que deu certo!


Agora vamos ver que cores devemos evitar ou ter um certo cuidado?

Preto - Preciso dizer alguma coisa?

Marrom, Cinza e Grafite - somente em detalhes pois fecham muito o ambiente e vão fazer com que você tenha um gasto maior em iluminação, sem falar na dor de cabeça com os fiscais que poderão não entender a proposta baseados na legislação vigente( ...cores claras..)

Azul - certos tons de azul ( que é do Rio de Janeiro vai saber, por exemplo o Azul que está nas cores do Maracanã) é de péssimo gosto...é o que costumo chamar de azul-favela , um tom que não remete à nada, nem limpeza, nem requinte, nem simplicidade nada...é um tiro no projeto arquitetônico mesmo!



Tons cítricos ou ácidos demais - cansam a visão e não podem ser usados em demasia.

Vermelhos - devem ser usados em detalhes..e com cautela! Nunca usar em mais de 1/3 da superfície construída ok? E se possível quebre com tons pastéis.

As petshops e salões de banho e tosa podem abusar um pouco mais da cartela de cores, mas lembre-se..porque abusar tanto de cor se os produtos pet contribuem e muito para a ambientação da loja?

Espero ter dado algumas dicas simples e que vocês se apaixonem tanto pelas cores como eu !




Comentários

Postagens mais visitadas