MARKETING VETERINÁRIO? SERÁ QUE ISSO EXISTE ?



Quando me formei em 1993 na Faculdade de Medicina Veterinária lá em Seropédica, na querida Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, me vi diante de um grande e novo desafio: Estava contratado para atuar no que seria o embrião do departamento de marketing de um laboratório... mas o que eu faria?

De repente me vi perdido, pois ao olhar para a minha formação acadêmica não conseguia me lembrar qual disciplina teria me ensinado a atender meus clientes, organizar treinamentos de equipes de vendas, preencher relatórios, organizar palestras. Clínica Médica? Parasitologia? Técnica Cirúrgica? Inspeção de Produtos de Origem Animal? Anatomia? Farmacologia?

Nenhuma delas....

Naquela época a grande discussão ética de minha profissão era se o Médico Veterinário deveria vender medicamentos em sua clínica, se isto não iria mercantilizar a profissão, e, hoje é um pouco irônico ver que os maiores críticos daquela situação hoje são prósperos donos de clínicas com pontos de venda em seus estabelecimentos, seja de medicamentos ou de produtos de petshop.



O que mudou?

O mercado mudou... e continua em mutação.

Hoje a Medicina Veterinária caminha , ainda em passos lentos, em direção ao seu posicionamento no ramo da prestação de serviços.

E é caminhando neste processo que surge o conceito do Marketing como algo novo na Medicina
Veterinária, surgem os pioneiros na aplicação dos conceitos de Marketing na Medicina Veterinária, como Francis Flosi e Milson da Silva Pereira, surge a função do Médico Veterinário Promotor na indústria pet, surgem as primeiras palestras nos congressos veterinários por todo o país, enfim o mercado passa a ouvir, porém ainda sem entender, o pseudo-neologismo Marketing.

E este mercado passa a acreditar na existência de uma entidade chamada Marketing Veterinário...

Fiz minha Pós-Graduação após oito anos no mercado, por acreditar que minha experiência profissional seria fundamental neste processo educacional, onde a troca de vivências é a base para o aprendizado neste nível de ensino. E neste processo de aprendizado, não li, conheci, ouvi ou fui apresentado ao conceito de Marketing Veterinário.

E este é objetivo deste texto, posicionar o conceito de Marketing como uma ferramenta de negócios, mas não como um salvador da lavoura, e sim como uma força auxiliar do serviço Médico Veterinário.

Não existe o conceito de Marketing Veterinário como disciplina específica da área, e, o que busco proporcionar como profissional com dupla formação, Medicina Veterinária e Marketing, é através de toda e qualquer ferramenta disponível como oficinas, workshops, treinamentos e palestras; traduzir, ajustar, aplicar, implementar e operacionalizar os conceitos do universo do Marketing para o universo da Medicina Veterinária tornando-o capaz de atingir os níveis de excelência que proporcionem resultados capazes de promover o crescimento sócio-econômico de todos os profissionais envolvidos no setor.




por Sergio Lobato


Comentários

Postagens mais visitadas