Comportamento de Compra ...como entender?


Quando estamos do outro lado do balcão e esperamos que clientes entrem em nossos estabelecimentos e consumam nossos produtos e serviços,acreditamos que o mais importante é ter o produto e/ou o serviço disponível e pronto: estaremos suprindo as necessidades de nossos clientes e vamos ser remunerados por isso e seremos felizes para sempre e com as contas pagas!!!  Simples assim? Será?

Qual será então o grande erro deste parágrafo todo?

O que será que está me fazendo criar esta dúvida na mente de vocês?

Bem, podemos resumir essa resposta culpando o verbo “ esperamos”  ... 

Como assim Sergio?

Primeiro por que todos sabem que sou um defensor da venda consultiva e pró-ativa e ficar esperando não  é definitivamente parte integrante deste tipo de atitude ou posicionamento de venda em um estabelecimento pet que está inserido nesse louco e competitivo mercado pet nacional não é mesmo?
E segundo por que quando “esperamos” acabamos por tomar uma postura de indolência, de um certo marasmo na ação e no cenário que começa a se descortinar na sua frente que é a venda propriamente dita, mas que pode e deve representar para todos vocês uma chance de aprendizado que trará um grande potencial de tranquilidade e capacidade de administrar realmente a sua carteira de clientes.

O que quero dizer é que aprender a entender os seus clientes é entender o seu comportamento de compra, que é regido por uma série de fatores como, por exemplo:

Perfil sócio econômico
Perfil Cultural
Necessidades específicas
Influência de Grupo

Mas como saber isso tudo na primeira vez que o cliente entra na minha loja Sergio?


Pessoal, vamos com calma, claro que será impossível você estabelecer um perfil de um cliente logo nos primeiros minutos, mas será analisando a partir do muitos outros minutos é que você terá que estar atento para observar e captar toda e qualquer informação que seja preciosa e necessária para este tipo de relacionamento que se inicia.


Meu cliente tem que tipo de animal?
O que ele busca na loja?
Ele está se fixando em preço ou busca solução para os problemas que têm sem se preocupar?
Ele vem no início do dia, no meio ou ao final de um dia de trabalho? Vem aos finais de semana?
Vem sozinho ou sozinha? Vem acompanhado?
Aceita a compra de ocasião ou se planeja e vem com o que quer previamente determinado?
O que meu cliente entende por um serviço bem prestado?



Parece difícil estar atento às mais diversas possibilidades de respostas que podem surgir nesse questionário básico mas o que quero realmente fixar na mente e no coração do empreendedor pet é que ele seja capaz de desenvolver uma atitude de controle de seus clientes, conhecer para conquistar entendem?
Hábitos de compra e de consumo de serviços só existem com a periodicidade e dar o exato valor ao tempo de relação com seus clientes é fundamental para que se crie essa atmosfera de diferencial pois você terá o bem mais precioso que existe na face da terra: a informação sobre seus clientes que seu concorrente ... não tem !!!
Crie ferramentas que sempre possam te dar a performance de seus serviços, como por exemplo pesquisas de satisfação onde a opinião de seus clientes poderá nortear qualquer necessidade de ajuste que possa surgir nessa pesquisa.

Observe atentamente como seu cliente se porta dentro de seu estabelecimento e crie sim um perfil para cada um, um tipo de comunicação integrada onde haja a sintonia com o que ele deseja e o com o que você pode oferecer.

O importante é que , independente dos perfis de consumidores que possam surgir nessa sua análise diária de comportamento de seus clientes, você se coloque em uma posição de domínio da situação, e como esse domínio surge? Sabendo usar as informações que vc coletou através do tempo ( lembram da periodicidade?)no desenvolvimento das suas estratégias...ou seja no dia a dia no seu estabelecimento pet, seja ele uma clínica, um petshop ou um salão de banho e tosa.

Pense nisso!

Comentários

Postagens mais visitadas