Cursos de Auxiliares Veterinários...considerações...








Por que eu me permito ao questionamento...
Por que eu respeito meus colegas envolvidos nesses projetos...
Por que eu me permito o pensar....
Mas principalmente por que eu quero entender....



Vejo todos os dias o surgimento de um novo Curso de Formação de Auxiliares Veterinários sendo anunciado aqui na internet e eu pergunto:

- Cada um tem uma carga-horária , logo como entender o que é o ideal?
- A grande maioria não divulga ementas do curso , logo como entender até onde vai o conteúdo programático de cada curso , ou seja até onde serão passadas informações que sejam de uso exclusivo do ato médico veterinário?

- Como eu tenho a leve desconfiança de que não há um código de ética dessa atividade como falar de ética nesses cursos?

- Qual a qualificação dos colegas que estão dando esses cursos por todo o Brasil..teriam eles alguma cadeira de docência?

- Qual seria o papel de nossas entidades de classe nesse cenário?

- Como seria o memorial descritivo de tarefas unificado desses alunos ao saírem para o mercado de trabalho, haveria um padrão ou cada clínica ou hospital vai decidir quais funções esse funcionário terá?

- Como punir o profissional que nas suas horas vagas for vacinar e castrar nas suas "comunidades"?

- Como evitar que os profissionais que já atuam na área não sirvam de péssimo exemplo , junto claro com a negligência de seus contratantes , ao replicar comportamentos errôneos como por exemplo "ajudar na anestesia"?

- Essas empresas emitem certificados com que valor se não são reconhecidos pelo Mec? Emitem nota fiscal? Estão cadastradas para recolher impostos como agente educacionais?

Explicando...sou a favor da qualificação de mão de obra no segmento veterinário, mas sinceramente sou a favor da moralização e normatização do mesmo, pois o tempo todo sofremos pressões de todos os lados no exercício de nossa profissão, e ver surgir uma força nova de pressão dentro de nossa própria categoria me causa um certo incômodo que pode ser resolvido claro, com conversa, com explicações e com uma força tarefa da classe para definir os processos de criação de uma mão de obra tão importante em um estabelecimento de saúde como os nossos!

E como sempre estou aberto a aprender!

Comentários

Postagens mais visitadas