CSI - Veterinário.....Vamos conhecer um pouco mais?











1 - Onde a ciência forense entra em contato com a ciência veterinária?

“As ciências forenses podem ser entendidas como as ciências naturais aplicadas à análise de vestígios, no intuito de responder às demandas judiciais.” Diversos ramos da ciência contribuem para as ciências forenses dentre elas a veterinária. A Medicina Veterinária Legal é uma especialidade da Medicina Veterinária que vem contribuindo com a sociedade ao disponibilizar os conhecimentos técnicos específicos à Justiça, além de propiciar novas oportunidades ao profissional Médico Veterinário.


2 - Como é a formação do perito veterinário?
A Lei 5.517/68, que dispõe sobre o exercício da profissão de Médico Veterinário, no seu artigo 50 caracteriza como competência privativa do médico veterinário a peritagem sobre animais, identificação, defeitos, vícios, doenças, acidentes e exames técnicos em questões judiciais; as perícias, os exames e as pesquisas reveladoras de fraudes ou operações dolosas nos animais inscritos nas competições desportivas ou nas exposições pecuárias. Ou seja, a formação do perito veterinário inicia com os conhecimentos do curso de graduação; todo médico veterinário regularmente inscrito em seu conselho de classe (CRMV) é competente para realizar pericias. Porém existem casos judiciais mais complexos e específicos onde se faz necessário que o médico veterinário nomeado como perito seja um especialista em determinada área.


A partir de 2009, o médico veterinário comprova que é um especialista na área, por meio de seu registro de especialista no CFMV, de acordo com a Resolução CFMV nº 935.

3 - Onde ele atua?


As áreas de atuações para os peritos veterinários são muito amplas e incluem todas as especialidades veterinárias, atuando na defesa do consumidor, erro médico, maus tratos, saúde pública, identificação de animais, avaliação de animais, evolução de rebanho, crimes ambientais, revelação de fraudes dolosas, trânsito internacional e nacional de animais, em estabelecimentos de produtos de origem animal e medicamentos de uso animal, inventários, identificação de produtos e subprodutos de origem animal, exames médico veterinário legal e determinação de imperícias.


4 - Como deve ser a introdução do ensino nas universidades?


Pela Resolução do Conselho Nacional de Educação (18/02/2003), que prevê as Diretrizes Curriculares nacionais dos Cursos de Graduação em Medicina Veterinária, o ensino de Medicina Veterinária Legal deve ser implantado, pois é necessário que o profissional tenha habilidade para realização de perícias, elaborar e interpretar laudos técnicos em todos os campos de conhecimento da Medicina Veterinária e relacionar-se com os diversos segmentos sociais, atuando em equipes multidisciplinares na defesa e vigilância do ambiente e do bem-estar social.


5 - Como será o curso promovido pela Bioforense? Qual a expectativa

O curso tem como objetivo orientar o médico veterinário a realizar exames periciais e elaborar laudos, pareceres técnicos e documentos judiciais que irão fundamentar um processo ou ação judicial. Será abordada legislação em medicina veterinária legal, patologia forense, traumatologia forense nos animais, toxicologia forense, exames laboratoriais em Perícia veterinária, documentos técnicos e laudos em perícia veterinária.


Atualmente existe um aumento nas questões judiciais envolvendo a saúde pública, saúde animal, vigilância sanitária, crimes contra animais e danos ao meio ambiente e uma carência muito grande de profissionais capacitados, sendo um campo fértil, promissor e ainda pouco explorados em medicina veterinária.











Comentários

Anônimo disse…
Sua matéria me ajudou muito! sou estudante de veterinária e precisava de algo sobre analise forense em relação à veterinaria!

Postagens mais visitadas